CONSELHOS

TRAVÕES
  • As pastilhas de travão das rodas dianteiras desgastam-se da mesma forma que as das rodas traseiras?

    Não. Ao travar, a maior parte do peso do veículo recai sobre as rodas do eixo dianteiro (o eixo traseiro tende a elevar-se). Consequentemente, a maior acção de travagem recai sobre as rodas do eixo dianteiro e, consequentemente, o seu desgaste é maior e mais prematuro.

  • De quantos em quantos quilómetros devem ser substituídas as pastilhas de travão?

    A duração das pastilhas de travão depende de factores tais como a dureza do material da pastilha, a utilização do sistema de travagem, o estado dos discos de travão, etc., mas, em geral, as pastilhas de travão podem durar cerca de 25 000 km a 30 000 km. Se as pastilhas forem macias a sua duração será muito menor. É aconselhável, por isso, efectuar revisões a cada 20 000 km ou a cada 6 meses.

    De todas as formas, as pastilhas devem ser substituídas sempre que apresentem fissuras, descolamentos, deformações ou a sua espessura for inferior a 3 mm.

  • Ao travar, ouve-se os travões a chiar. O que significa?

    O chiar dos travões pode ocorrer, fundamentalmente, por dois motivos diferentes: por desgaste excessivo das pastilhas de travão, em que o seu aço entra em contacto directo com os discos de travão provocando uma fricção metálica muito prejudicial para os discos e muito perigosa pela redução drástica da eficácia dos travões.

    O outro motivo do chiar é a cristalização da superfície de atrito das pastilhas. Uma utilização abusiva destas pode sobreaquecer a sua superfície e endurecê-la, provocando uma fricção anormal que reduz a eficácia da travagem e provoca o chiar característico.

  • Faço mais força do que o normal a travar o carro. A que é devido?

    O circuito de travões dispõe de um sistema de ajuda à travagem que consiste num dispositivo que amplifica a força que realizamos sobre o pedal ao travar. Este dispositivo denomina-se servo-freio; se o mesmo se encontrar em mau estado, não cumpre a sua acção na hora de travar e vemos-nos obrigados a exercer muito mais pressão sobre o pedal.

  • De quantos em quantos quilómetros se deve mudar o líquido dos travões?

    Os períodos de substituição do líquido de travões devem ser os definidos pelo fabricante mas, como regra geral e como referência, o líquido de travões costuma ser trocado, aproximadamente, a cada 40 000 km ou a cada 2 anos.

  • Porque deve ser trocado o líquido de travões?

    O líquido de travões perde as suas propriedades ao longo do tempo. À medida que envelhece absorve a humidade do ar, acumulando água. Quando este líquido passa pelas zonas de máxima temperatura do circuito de travões (pinças e transmissões), a água transforma-se em vapor, criando bolhas de ar que produzem um toque esponjoso no pedal de travões e uma diminuição considerável da eficácia do sistema.

  • Qual é a duração média dos discos de travões?

    A duração dos discos de travões depende de factores tais como o tipo de pastilha de travões utilizado, o tipo de condução, a superfície em que se circula, etc. mas, a nível de orientação, os discos costumam ser trocados a cada 70 000 km ou 80 000 km.


  • RUA.PADRE AMÉRICO MONTEIRO DE AGUIAR,629-A SERRA DA LUZ, 1675-056 PONTINHA (LISBOA, Portugal)
    T: 214 783 598